sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Jogo treino com o Pinhalnovense

A Academia Sporting/Puma recebeu muitos sócios do Sporting para assistir ao jogo-treino entre a equipa de Domingos Paciência e o Pinhalnovense, equipa que ocupa os lugares cimeiros da Zona Sul da II Divisão.


O treinador «leonino» aproveitou para observar quase todos os atletas disponíveis, fazendo alinhar, de início, Marcelo na baliza, João Pereira, Onyewu, Evaldo e Insúa na defesa; meio campo com André Santos, Schaars e Elias; Carrillo e Diego Capel nas alas, no apoio ao avançado van Wolfswinkel.

Para o segundo tempo, o Sporting apresentou um «onze» diferente, com destaque para a inclusão de Matías Fernandez e de Marat Izmailov, com Jeffrén, outro atleta lesionado há bastante tempo, a entrar a cerca de quinze minutos do final da partida. O Pinhalnovense marcou no arranque da segunda parte, segurando a vantagem até ao apito final. Diego Rubio teve nos pés (75 m) a melhor oportunidade para marcar, mas permitiu, quando apareceu isolado, a defesa ao guarda-redes de Pinhal Novo.

A equipa alinhou na segunda parte com: Tiago, Santiago Àrias, Anderson Polga, Tiago Ilori e Evaldo (Jeffrén); André Martins, Elias (Diego Rubio) e Matias Fernandez; Bruno Pereirinha, Marat Izmailov e Bojinov. Rui Patrício e Renato Neto foram os únicos elementos do plantel profissional – à excepção dos lesionados Rinaudo, Carriço e Rodriguez – não utilizados no jogo-treino.

( retirado do site oficial do Sporting )

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal



Desejo a todos os seguidores do Blog e do André Santos um Feliz Natal junto dos que mais amam! E que o Pai Natal vos traga muitas prendinhas!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

André na publicidade da Meo


Já viram o André Santos nos anúncios publicitários da Meo?!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Lazio, 2-Sporting, 0

O Sporting apresentou-se em Roma, para defrontar a Lazio sem alguns habituais titulares, como são os casos de Polga, João Pereira, Capel e Van Wonfswinkel, mas sempre com o objectivo de defender o seu bom-nome.

Lazio vs Sporting (EPA/Maurizio Brambatti)
A Lazio, a precisar de vencer e dependente do resultado do encontro do Vaslui frente ao Zurique, tentou tirar partido do factor casa, entrando a jogar claramente ao ataque e a criar várias jogadas de perigo. Mas o Sporting respondia, ora com boas defesas de Marcelo, ora causando perigo, como foi o caso do bom remate de Rubio, aos 22 minutos, após passe de Pereirinha.
A primeira metade decorreu em bom ritmo mas, a três minutos do intervalo, a Lazio conseguiu chegar ao golo, por intermédio de Kozak, após cruzamento de Lulic.
No segundo tempo, a Lazio apontou o seu segundo golo à passagem do minuto 54, por Sculli que aproveitou bem um bom passe, na direita de Diakité.
O momento da noite foi mesmo a estreia do júnior do Sporting, João Mário que jogou pela primeira vez em jogos oficiais no Clube que o viu crescer. O jovem «capitão» da equipa dos juniores substituiu Onywevu, aos 76 minutos, e logo se ocupou de dar o seu contributo no meio campo, posição que geralmente ocupa.

Quase a fechar, aos 88 minutos, Bojinov disparou um forte remate, obrigando Bizzari a uma grande defesa.
Ao vencer e com a derrota do Vaslui perante o Zurique, a Lazio segue, tal como o Sporting (que veio a Roma apurado e em primeiro lugar do Grupo D), para os 16-avos de final da Liga Europa.

( retirado do site oficial do Sporting )

André Santos tornou-se no quarto capitão

André Santos foi ontem o homem escolhido por Domingos Paciência para usar a braçadeira de capitão do Sporting no jogo frente à Lazio. O facto acaba por ganhar significado porque o jovem médio se tornou no quarto jogador dos leões a desempenhar a função nesta temporada.

A primeira escolha do treinador para capitanear a equipa, frente ao Olhanense, no primeiro jogo oficial da época, foi o lateral João Pereira, já que o capitão das duas últimas épocas, Daniel Carriço, estava no banco de suplentes.

( retirado do site Record )

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

«Leões» já estão em Roma

O Sporting já está em Roma, para defrontar a Lazio, para a Liga Europa. Os sportinguistas começaram a chegar ao aeroporto de Lisboa pelas 7h30 e logo se colocaram à entrada para ver chegar o autocarro dos «leões» e receber a equipa liderada por Domingos Paciência. A viagem iniciou pelas 9h00 da manhã, com chegada a Itália perto da hora do almoço.

Hoje haverá a habitual conferência de Imprensa de antevisão do encontro, pelas 18h30, seguida de treino de adaptação ao relvado e às luzes, pelas 19h00, no Estádio Olímpico de Roma. O jogo realiza-se amanhã, quarta-feira, pelas 18h00 em Portugal Continental.

Domingos Paciência elegeu 19 futebolistas para o encontro com a Lazio, entre os quais cinco juniores: Tiago Ilori e Ricardo Esgaio (defesas), João Mário e João Carlos (médios) e Betinho (avançado). Da equipa principal foram convocados: Rui Patrício, Marcelo, Tiago, Daniel Carriço, Onyewu, Insúa, Evaldo, Pereirinha, Schaars, André Santos, André Martins, Carrillo, Bojinov, Diego Rubio.

Fotos

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

André na capa do jornal do Sporting

Jornal Sporting

Sporting, 1-Nacional, 0

Mais de 40 mil sportinguistas deslocaram-se ao Estádio José Alvalade para apoiar os «leões» na recepção ao Nacional da Madeira. No jogo, que serviu de homenagem aos Núcleos Sportinguistas espalhados pelo País (aderiram em força), ambas as equipas entraram a jogar em 4x3x3, ou seja, num futebol mais atacante.
Sporting vs Nacional (José Sena Goulão/LUSA)
Os «leões», com mais sucesso, causaram perigo aos 17 minutos, através de Wolfswinkel, mas Marcelo impediu que a bola entrasse na sua baliza. Estava feita a primeira ameaça e o golo não demorou a aparecer. Aos 22 minutos, André Martins cobrou um pontapé de livre na esquerda, Insúa desviou de cabeça e Onyewu, completamente solto, subiu mais alto para cabecear para a inauguração do marcador.
Perto do intervalo foi a vez do Nacional causar perigo. Mihelic cruzou na direita, a bola foi na direcção da baliza de Rui Patrício, mas acabou por bater na trave e não entrou. Ao intervalo, o Sporting vencia por 1-0.
Sporting vs Nacional (José Sena Goulão/LUSA)
No segundo tempo, o Sporting continuou a dominar e a criar perigo, perante um Nacional que nem entrou mal no reatar mas que, depois, acabou por ser uma equipa partida e com muitas dificuldades para travar as intenções «leoninas». Mesmo assim, aos 74 minutos, Rui Patrício, com uma grande defesa evitou que o pior acontecesse. Edgar Costa cruzou na direita para Rondón que se encontrava sozinho. Este cabeceou mas Patrício conseguiu afastar a bola.

Nos minutos finais (78 m), o Nacional ficou reduzido a dez unidades, por expulsão de Stojanovic que fez falta dura sobre Capel. Com isso, se os madeirienses já se sentiam em dificuldades, pior ficaram a partir daí. O Sporting não estava para brincadeiras, construindo inúmeras jogadas de ataque, muitas delas a obrigar Marcelo a uma atenção redobrada. A luta por um resultado mais volumosa foi nítida. O Sporting foi a única equipa que tudo fez para ganhar este jogo.

Ficha de jogo
Árbitro: Vasco Santos

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Onyewu, Polga e Insua; Elias, Carriço e André Martins (André Santos, 67 m); Carrillo (Pereirinha, 58 m), Van Wolfswinkel e Capel (Arias, 85 m).
Treinador: Domingos Paciência.
Suplentes não utilizados: Marcelo Boeck, Evaldo, Diego Rubio e Bojinov.
Acção disciplinar: cartão amarelo para André Martins (66 m) e João Pereira (89 m).
Golo: Onyewu (22 m).

NACIONAL: Marcelo; Claudemir, Felipe Lopes, Luís Neto e Stojanovic; Todorovic, Mihelic (Oliver, 71 m), e Diego Barcellos; Candeias (Edgar Costa, 58 m), Rondón e Mateus.
Treinador: Pedro Caixinha.
Suplentes não utilizados: Vladan, Tomasevic, Skolnik, João Aurélio e Eliseu.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Stojanovic (24 e 78 m), Diego Barcellos (37 m) e Mateus (89 m). Cartão vermelho a Stojanovic (78 m)

( retirado do site oficial do Sporting )

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Domingos Paciência: ‘Não há margem de erro’

A confiança dos jogadores tem sido uma das principais forças da equipa, particularmente na abordagem aos jogos, mas com tantas lesões não tem sido fácil manter esse estado de espírito. «Fácil não é. Tenho consciência que todos os jogos são diferentes, sei que há uma preocupação de toda a gente em que todos os jogos sejam abordados de uma forma séria com o objectivo de conquistar três pontos. Tenho uma equipa jovem e sei que eles querem ganhar sempre», acrescentou.

Nesta jornada, além dos lesionados, o treinador também está privado de Schaars, o jogador mais utilizado no meio-campo dos leões que já tinha ficado privado de Rinaudo. «É um jogador que tem merecido a minha confiança, é habitual titular, mas há outros jogadores com uma vontade enorme de jogar, como o André Santos e o André Martins. São jogadores que estão identificados com a nossa forma de jogar, o que me deixa totalmente confiante», comentou.

Uma baixa de peso, mas Domingos conta com a motivação das segundas opções para manter o nível. «Da mesma forma que quando por vezes não conto com o Elias na Liga Europa. Na última vez entrou o André Martins e bem. O André Martnis ou o André Santos poderão entrar perfeitamente. Estou também a lembrar-me do último jogo em Zurique em que entrou o Pereirinha e também entrou bem. Todos os jogadores já assimiláramos os nosso processos defensivos e ofensivos. Isso não me preocupa», destacou.

O adversário deste sábado é o Nacional. «É uma equipa que ocupa o 12º lugar nesta altura e mudou de treinador. Vêm com algumas cautelas, tiveram oportunidade de ver os nossos últimos jogos, sabem como jogamos em casa. A postura que vão adoptar será a procura de uma transição, do aproveitamento de algum erro, porque tem jogadores para isso. Caso do Mateus e Rondón. São jogadores rápidos e com grande profundidade e mobilidade. Mas perante o nosso público queremos conquistar os três pontos. Temos de ser nós a tomar conta do jogo», comentou ainda.
( retirado do site maisfutebol )

Convocados para o Nacional

Domingos Paciência convocou 18 jogadores para a partida frente ao Nacional da Madeira. Schaars, devido a castigo, Jéffren, Izmailov, Rodríguez, Rinaudo e Matias Fernandez, que recuperam de lesões, estão fora do jogo com os insulares.


Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck;
Defesas: Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo, Arías, João Pereira e Insúa;
Médios: Capel, Carrillo, Pereirinha, André Santos, André Martins e Elias;
Avançados: Bojinov, Wolfswinkel e Diego Rubio.

( retirado do site oficial )

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Sporting,2 - Zurique,0

O Sporting entrou muito forte na partida, mostrando desde logo que estava disposto a garantir o primeiro lugar do grupo. Desde os minutos iniciais que os comandados de Domingos Paciência realizaram um futebol bonito e veloz, aproveitando, na maioria das vezes, os flancos para chegar à grande área contrária. As jogadas de perigo sucederam-se, tendo como principais interpretes Daniel Carriço (6 m) e Bojinov (14 m), até que aos 15 minutos, van Wolfswinkel inaugurou o marcador. Este golo premiou a excelente atitude com que os «leões» entraram em campo.

Os mais de 25 mil sportinguistas presentes em Alvalade entusiasmaram-se com o futebol praticado pelos jogadores «verdes e brancos», não deixando de apoiar durante um minuto sequer. O Zurique tentou responder, mas só por uma vez, no primeiro tempo, conseguiu por Marcelo Boeck à prova.
No segundo tempo, a história do jogo manteve-se, com o Sporting a atacar muito e o Zurique a mostrar-se incapaz de criar perigo para a baliza «leonina».
Os «leões» voltaram a estar em bom plano e mesmo a vencer, por 1-0, continuaram a dar espectáculo e a procurar o tento da tranquilidade, que chegou ao minuto 59, desta feita por intermédio de Bojinov, que respondeu de cabeça a um cruzamento de Capel.
Os «leões» mostraram-se muito aguerridos no ataque e, por intermédio de André Santos (68 m) e de André Martins (69 m) – através de um cruzamento para o segundo poste, onde Wolfswinkel chegou atrasado, podiam ter aumentado a vantagem.


Nos últimos 15 minutos, a toada de jogo diminuiu, o Sporting procurou gerir a vantagem e o Zurique já não tinha força anímica para contrariar o domínio «leonino».
Vitória justa e tranquila do Sporting, que no dia 14 de Dezembro defronta, fora de portas, a Lazio, na última jornada da fase de grupos.

( retirado do site oficial do Sporting )