sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Jogo treino com o Pinhalnovense

A Academia Sporting/Puma recebeu muitos sócios do Sporting para assistir ao jogo-treino entre a equipa de Domingos Paciência e o Pinhalnovense, equipa que ocupa os lugares cimeiros da Zona Sul da II Divisão.


O treinador «leonino» aproveitou para observar quase todos os atletas disponíveis, fazendo alinhar, de início, Marcelo na baliza, João Pereira, Onyewu, Evaldo e Insúa na defesa; meio campo com André Santos, Schaars e Elias; Carrillo e Diego Capel nas alas, no apoio ao avançado van Wolfswinkel.

Para o segundo tempo, o Sporting apresentou um «onze» diferente, com destaque para a inclusão de Matías Fernandez e de Marat Izmailov, com Jeffrén, outro atleta lesionado há bastante tempo, a entrar a cerca de quinze minutos do final da partida. O Pinhalnovense marcou no arranque da segunda parte, segurando a vantagem até ao apito final. Diego Rubio teve nos pés (75 m) a melhor oportunidade para marcar, mas permitiu, quando apareceu isolado, a defesa ao guarda-redes de Pinhal Novo.

A equipa alinhou na segunda parte com: Tiago, Santiago Àrias, Anderson Polga, Tiago Ilori e Evaldo (Jeffrén); André Martins, Elias (Diego Rubio) e Matias Fernandez; Bruno Pereirinha, Marat Izmailov e Bojinov. Rui Patrício e Renato Neto foram os únicos elementos do plantel profissional – à excepção dos lesionados Rinaudo, Carriço e Rodriguez – não utilizados no jogo-treino.

( retirado do site oficial do Sporting )

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal



Desejo a todos os seguidores do Blog e do André Santos um Feliz Natal junto dos que mais amam! E que o Pai Natal vos traga muitas prendinhas!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

André na publicidade da Meo


Já viram o André Santos nos anúncios publicitários da Meo?!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Lazio, 2-Sporting, 0

O Sporting apresentou-se em Roma, para defrontar a Lazio sem alguns habituais titulares, como são os casos de Polga, João Pereira, Capel e Van Wonfswinkel, mas sempre com o objectivo de defender o seu bom-nome.

Lazio vs Sporting (EPA/Maurizio Brambatti)
A Lazio, a precisar de vencer e dependente do resultado do encontro do Vaslui frente ao Zurique, tentou tirar partido do factor casa, entrando a jogar claramente ao ataque e a criar várias jogadas de perigo. Mas o Sporting respondia, ora com boas defesas de Marcelo, ora causando perigo, como foi o caso do bom remate de Rubio, aos 22 minutos, após passe de Pereirinha.
A primeira metade decorreu em bom ritmo mas, a três minutos do intervalo, a Lazio conseguiu chegar ao golo, por intermédio de Kozak, após cruzamento de Lulic.
No segundo tempo, a Lazio apontou o seu segundo golo à passagem do minuto 54, por Sculli que aproveitou bem um bom passe, na direita de Diakité.
O momento da noite foi mesmo a estreia do júnior do Sporting, João Mário que jogou pela primeira vez em jogos oficiais no Clube que o viu crescer. O jovem «capitão» da equipa dos juniores substituiu Onywevu, aos 76 minutos, e logo se ocupou de dar o seu contributo no meio campo, posição que geralmente ocupa.

Quase a fechar, aos 88 minutos, Bojinov disparou um forte remate, obrigando Bizzari a uma grande defesa.
Ao vencer e com a derrota do Vaslui perante o Zurique, a Lazio segue, tal como o Sporting (que veio a Roma apurado e em primeiro lugar do Grupo D), para os 16-avos de final da Liga Europa.

( retirado do site oficial do Sporting )

André Santos tornou-se no quarto capitão

André Santos foi ontem o homem escolhido por Domingos Paciência para usar a braçadeira de capitão do Sporting no jogo frente à Lazio. O facto acaba por ganhar significado porque o jovem médio se tornou no quarto jogador dos leões a desempenhar a função nesta temporada.

A primeira escolha do treinador para capitanear a equipa, frente ao Olhanense, no primeiro jogo oficial da época, foi o lateral João Pereira, já que o capitão das duas últimas épocas, Daniel Carriço, estava no banco de suplentes.

( retirado do site Record )

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

«Leões» já estão em Roma

O Sporting já está em Roma, para defrontar a Lazio, para a Liga Europa. Os sportinguistas começaram a chegar ao aeroporto de Lisboa pelas 7h30 e logo se colocaram à entrada para ver chegar o autocarro dos «leões» e receber a equipa liderada por Domingos Paciência. A viagem iniciou pelas 9h00 da manhã, com chegada a Itália perto da hora do almoço.

Hoje haverá a habitual conferência de Imprensa de antevisão do encontro, pelas 18h30, seguida de treino de adaptação ao relvado e às luzes, pelas 19h00, no Estádio Olímpico de Roma. O jogo realiza-se amanhã, quarta-feira, pelas 18h00 em Portugal Continental.

Domingos Paciência elegeu 19 futebolistas para o encontro com a Lazio, entre os quais cinco juniores: Tiago Ilori e Ricardo Esgaio (defesas), João Mário e João Carlos (médios) e Betinho (avançado). Da equipa principal foram convocados: Rui Patrício, Marcelo, Tiago, Daniel Carriço, Onyewu, Insúa, Evaldo, Pereirinha, Schaars, André Santos, André Martins, Carrillo, Bojinov, Diego Rubio.

Fotos

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

André na capa do jornal do Sporting

Jornal Sporting

Sporting, 1-Nacional, 0

Mais de 40 mil sportinguistas deslocaram-se ao Estádio José Alvalade para apoiar os «leões» na recepção ao Nacional da Madeira. No jogo, que serviu de homenagem aos Núcleos Sportinguistas espalhados pelo País (aderiram em força), ambas as equipas entraram a jogar em 4x3x3, ou seja, num futebol mais atacante.
Sporting vs Nacional (José Sena Goulão/LUSA)
Os «leões», com mais sucesso, causaram perigo aos 17 minutos, através de Wolfswinkel, mas Marcelo impediu que a bola entrasse na sua baliza. Estava feita a primeira ameaça e o golo não demorou a aparecer. Aos 22 minutos, André Martins cobrou um pontapé de livre na esquerda, Insúa desviou de cabeça e Onyewu, completamente solto, subiu mais alto para cabecear para a inauguração do marcador.
Perto do intervalo foi a vez do Nacional causar perigo. Mihelic cruzou na direita, a bola foi na direcção da baliza de Rui Patrício, mas acabou por bater na trave e não entrou. Ao intervalo, o Sporting vencia por 1-0.
Sporting vs Nacional (José Sena Goulão/LUSA)
No segundo tempo, o Sporting continuou a dominar e a criar perigo, perante um Nacional que nem entrou mal no reatar mas que, depois, acabou por ser uma equipa partida e com muitas dificuldades para travar as intenções «leoninas». Mesmo assim, aos 74 minutos, Rui Patrício, com uma grande defesa evitou que o pior acontecesse. Edgar Costa cruzou na direita para Rondón que se encontrava sozinho. Este cabeceou mas Patrício conseguiu afastar a bola.

Nos minutos finais (78 m), o Nacional ficou reduzido a dez unidades, por expulsão de Stojanovic que fez falta dura sobre Capel. Com isso, se os madeirienses já se sentiam em dificuldades, pior ficaram a partir daí. O Sporting não estava para brincadeiras, construindo inúmeras jogadas de ataque, muitas delas a obrigar Marcelo a uma atenção redobrada. A luta por um resultado mais volumosa foi nítida. O Sporting foi a única equipa que tudo fez para ganhar este jogo.

Ficha de jogo
Árbitro: Vasco Santos

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Onyewu, Polga e Insua; Elias, Carriço e André Martins (André Santos, 67 m); Carrillo (Pereirinha, 58 m), Van Wolfswinkel e Capel (Arias, 85 m).
Treinador: Domingos Paciência.
Suplentes não utilizados: Marcelo Boeck, Evaldo, Diego Rubio e Bojinov.
Acção disciplinar: cartão amarelo para André Martins (66 m) e João Pereira (89 m).
Golo: Onyewu (22 m).

NACIONAL: Marcelo; Claudemir, Felipe Lopes, Luís Neto e Stojanovic; Todorovic, Mihelic (Oliver, 71 m), e Diego Barcellos; Candeias (Edgar Costa, 58 m), Rondón e Mateus.
Treinador: Pedro Caixinha.
Suplentes não utilizados: Vladan, Tomasevic, Skolnik, João Aurélio e Eliseu.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Stojanovic (24 e 78 m), Diego Barcellos (37 m) e Mateus (89 m). Cartão vermelho a Stojanovic (78 m)

( retirado do site oficial do Sporting )

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Domingos Paciência: ‘Não há margem de erro’

A confiança dos jogadores tem sido uma das principais forças da equipa, particularmente na abordagem aos jogos, mas com tantas lesões não tem sido fácil manter esse estado de espírito. «Fácil não é. Tenho consciência que todos os jogos são diferentes, sei que há uma preocupação de toda a gente em que todos os jogos sejam abordados de uma forma séria com o objectivo de conquistar três pontos. Tenho uma equipa jovem e sei que eles querem ganhar sempre», acrescentou.

Nesta jornada, além dos lesionados, o treinador também está privado de Schaars, o jogador mais utilizado no meio-campo dos leões que já tinha ficado privado de Rinaudo. «É um jogador que tem merecido a minha confiança, é habitual titular, mas há outros jogadores com uma vontade enorme de jogar, como o André Santos e o André Martins. São jogadores que estão identificados com a nossa forma de jogar, o que me deixa totalmente confiante», comentou.

Uma baixa de peso, mas Domingos conta com a motivação das segundas opções para manter o nível. «Da mesma forma que quando por vezes não conto com o Elias na Liga Europa. Na última vez entrou o André Martins e bem. O André Martnis ou o André Santos poderão entrar perfeitamente. Estou também a lembrar-me do último jogo em Zurique em que entrou o Pereirinha e também entrou bem. Todos os jogadores já assimiláramos os nosso processos defensivos e ofensivos. Isso não me preocupa», destacou.

O adversário deste sábado é o Nacional. «É uma equipa que ocupa o 12º lugar nesta altura e mudou de treinador. Vêm com algumas cautelas, tiveram oportunidade de ver os nossos últimos jogos, sabem como jogamos em casa. A postura que vão adoptar será a procura de uma transição, do aproveitamento de algum erro, porque tem jogadores para isso. Caso do Mateus e Rondón. São jogadores rápidos e com grande profundidade e mobilidade. Mas perante o nosso público queremos conquistar os três pontos. Temos de ser nós a tomar conta do jogo», comentou ainda.
( retirado do site maisfutebol )

Convocados para o Nacional

Domingos Paciência convocou 18 jogadores para a partida frente ao Nacional da Madeira. Schaars, devido a castigo, Jéffren, Izmailov, Rodríguez, Rinaudo e Matias Fernandez, que recuperam de lesões, estão fora do jogo com os insulares.


Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck;
Defesas: Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo, Arías, João Pereira e Insúa;
Médios: Capel, Carrillo, Pereirinha, André Santos, André Martins e Elias;
Avançados: Bojinov, Wolfswinkel e Diego Rubio.

( retirado do site oficial )

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Sporting,2 - Zurique,0

O Sporting entrou muito forte na partida, mostrando desde logo que estava disposto a garantir o primeiro lugar do grupo. Desde os minutos iniciais que os comandados de Domingos Paciência realizaram um futebol bonito e veloz, aproveitando, na maioria das vezes, os flancos para chegar à grande área contrária. As jogadas de perigo sucederam-se, tendo como principais interpretes Daniel Carriço (6 m) e Bojinov (14 m), até que aos 15 minutos, van Wolfswinkel inaugurou o marcador. Este golo premiou a excelente atitude com que os «leões» entraram em campo.

Os mais de 25 mil sportinguistas presentes em Alvalade entusiasmaram-se com o futebol praticado pelos jogadores «verdes e brancos», não deixando de apoiar durante um minuto sequer. O Zurique tentou responder, mas só por uma vez, no primeiro tempo, conseguiu por Marcelo Boeck à prova.
No segundo tempo, a história do jogo manteve-se, com o Sporting a atacar muito e o Zurique a mostrar-se incapaz de criar perigo para a baliza «leonina».
Os «leões» voltaram a estar em bom plano e mesmo a vencer, por 1-0, continuaram a dar espectáculo e a procurar o tento da tranquilidade, que chegou ao minuto 59, desta feita por intermédio de Bojinov, que respondeu de cabeça a um cruzamento de Capel.
Os «leões» mostraram-se muito aguerridos no ataque e, por intermédio de André Santos (68 m) e de André Martins (69 m) – através de um cruzamento para o segundo poste, onde Wolfswinkel chegou atrasado, podiam ter aumentado a vantagem.


Nos últimos 15 minutos, a toada de jogo diminuiu, o Sporting procurou gerir a vantagem e o Zurique já não tinha força anímica para contrariar o domínio «leonino».
Vitória justa e tranquila do Sporting, que no dia 14 de Dezembro defronta, fora de portas, a Lazio, na última jornada da fase de grupos.

( retirado do site oficial do Sporting )

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Convocados para o Zurique

Domingos Paciência convocou 19 jogadores para o jogo desta quinta-feira em Alvalade frente ao FC Zurique, a contar para a quinta jornada do Grupo D da Liga Europa.
Em virtude das lesões que assolam o plantel, o treinador dos «leões» viu-se obrigado a chamar os juniores João Mário, Filipe Chaby e João Carlos.



Lista de convocados:
Guarda-redes: Tiago e Marcelo Boeck;
Defesas: Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo, Insúa e João Pereira;
Médios: Schaars, Capel, Pereirinha, João Mário, André Santos, André Martins, Filipe Chaby e João Carlos;
Avançados: Bojinov, Van Wolfswinkel e Diego Rubio.

( retirado do site oficial )

Sporting-Zurique: Dúvida entre André Martins e Pereirinha

Tal como se previa, Rodríguez e Matías Fernández não vão recuperar a tempo do Sporting-Zurique desta quinta-feira (20h05, SIC) em Alvalade. Os dois jogadores não se treinaram na sessão desta manhã, que contou com os juniores Chaby, João Carlos e João Mário.
De resto, problemas não faltam a Domingos Paciência, que se vê privado de nada mais nada menos do que quatro médios (Elias, que não está inscrito na Liga Europa, mais os lesionados Matías, Izmailov e Rinaudo), do extremo Jeffrén e do central Rodríguez.
A situação no meio-campo é crítica, com o treinador do Sporting a ter disponíveis apenas André Santos, Schaars, André Martins e Pereirinha. Isto porque Carriço não será certamente opção para essa zona do terreno num jogo em casa com um adversário sem grandes credenciais.

Marcelo na baliza, dúvida entre Martins e Pereirinha

Domingos Paciência quase não deverá fazer poupanças, de modo a garantir os três pontos que faltam ao Sporting para assegurar o primeiro lugar no grupo. Até porque o jogo que se segue é com o Belenenses, da Liga Orangina.
A única dúvida no onze parece ser entre André Martins (poderá fazer a sua estreia a titular em jogos oficiais) e Pereirinha. Na baliza, deverá voltar a estar Marcelo Boeck, à semelhança do que aconteceu na última partida da competição, com o Vaslui.
O Sporting deverá alinhar com o seguinte onze: Marcelo Boeck; João Pereira, Polga, Onyewu e Ínsua; André Santos; André Martins (Pereirinha) e Schaars; Carrillo, Van Wolfswinkel e Capel.

( retirado do site Relvado )

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Convocados para o derby

Domingos Paciência convocou 20 jogadores para o derby, que se disputa este sábado, às 20h15, no Estádio da Luz.


Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck;
Defesas: Daniel Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo, Arías, João Pereira e Insúa;
Médios: Pereirinha, Schaars, Capel, Matías Fernandez, André Santos, André Martins e Elias;
Avançados: Bojinov, Wolfswinkel, Carrillo e Diego Rubio.

( retirado do site oficial )

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Bojinov marca quatro

A equipa do Sporting realizou um jogo de treino, frente ao Alcochetense, no qual Domingos Paciência utilizou um misto de jogadores da equipa principal e dos juniores. Os «leões» venceram por 7-0, com Bojinov a destacar-se ao marcar quatro golos. Os restentes tentos foram concretizados por Carrillo, Rubio e Betinho.


Jogaram pelo Sporting os juniores Betinho, Ruben Semedo, Tiago Ilori, João Mário e João Carlos. Da equipa principal não actuaram os jogadores utilizados na partida da Taça de Portugal, frente ao Sp. Braga que realizaram treino de recuperação. Também não jogaram os lesionados Izmailov, Rinaudo, Jeffren (corrida), Rodriguez (entregue ao departamento médico) e Insúa (traumatismo na coxa esquerda, mas não está em risco para o jogo de sábado).

( retirado do site oficial )

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Sporting segue em frente

O Sporting segue em frente na Taça de Portugal após vitória sobre o Sp. de Braga, com golos de Capel e Insúa.

Os «leões» foram uma equipa muito coesa e eficaz na primeira parte, construindo um triunfo sem contestação. No reencontro de Domingos com a sua ex-equipa, o técnico do Sporting preferiu não entrar em "poupanças". Na baliza Rui Patrício foi titular, enquanto Polga, Onyewu e Insúa regressaram à defesa, mantendo-se João Pereira na direita. Na zona intermédia, André Santos foi a novidade, actuando ao lado de Schaars e Elias. Na frente, Capel e Matías Fernandez foram os apoios de Van Wolfswinkel. Do lado contrário, Salino foi o escolhido para actuar no lado direito da defesa, rendendo o lesionado Baiano. A equipa de Leonardo Jardim actuou bem subida no terreno e esteve perto de abrir o activo em duas situações por intermédio de Lima, com o Sporting a ripostar num remate de Van Wolsfwinkel por alto. Mas ao minuto 13, num lance de puro contra-ataque conduzido por Matías, Capel entrou em cena, e fez o 1-0.


Wolfswinkel ainda rematou contra o corpo de um bracarense, depois cruzou e a bola chegou ao espanhol que, sem marcação, contornou Berni, e atirou a contar. Os «leões» cresceram no jogo - sempre a pressionar alto - e não demoraram muito a fazer o segundo golo, na sequência de um livre directo de Matías, que Berni defendeu a custo para a frente, e Insúa, mais lesto, empurrou com o peito para o 2-0.

A tarefa «leonina» ficou facilitada e após o intervalo tornar-se-ia ainda mais. Jorge Sousa expulsou Elderson, por falta sobre Elias, quando o brasileiro ia isolar-se frente a Berni, e o Braga não mais se encontrou. A equipa verde e branca soube gerir a vantagem com grande entreajuda e sentido colectivo - apesar do Braga ter ameaçado com uma bola na barra por Paulo César - e Domingos pôde assim jogar pelo seguro, tirando os amarelados André Santos e Insúa do campo. Carriço, entrou para trinco e Carrillo (Matías) para o flanco, mas o jogo já não estava para grandes correrias. Mesmo assim, foi o jovem peruano a causar frisson em Alvalade, quase fazendo o 3-0, com um remate em arco que esbarrou no poste da baliza do Braga. Vitória justa dos «leões» que seguem assim para a próxima eliminatória da Taça de Portugal.

( retirado do site oficial )

domingo, 20 de novembro de 2011

Nani: «É o melhor clube do Mundo»

Extremo falou com alma de sportinguista
 
Antes de terminar a breve conversa com Maurício do Vale, diretor de relações públicas do Sporting, o internacional português deixou palavras dedicadas ao mediático técnico de equipamentos do Sporting – “Um grande abraço para o Paulinho”. Por outro lado, no que toca a André Santos, o médio natural de Sobreiro Curvo, região de Torres Vedras, ontem homenageado, Nani fez questão de lhe dirigir algumas palavras de incentivo. “Ele que continue o que está a fazer, da mesma forma que o tem feito até ao momento, pois está a evoluir muito rápido. Mantenha a humildade e há-de surgir a sua oportunidade para impor-se como todos”, garantiu o atacante.

( Noticia na íntegra em Record )

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

André Santos: "Feliz por receber este prémio"

André Santos foi um dos galardoados com o «Rugido de Leão» 2011, e, em exclusivo para o site oficial do Sporting, referiu, após a entrega do prémio – recebendo também o de João Pereira, que esteve ausente por motivos pessoais – estar “muito feliz por ter recebido este prémio, é sinal de que os sportinguistas gostaram do meu trabalho no ano passado e irei continuar a trabalhar para que possa contribuir para o engrandecimento deste Clube e para a satisfação dos nossos associados”.


André regressou, por uma noite, a Leiria, onde “estive um ano e meio a representar a União, num período muito importante para a minha formação no futebol português e decisivo para poder regressar ao Sporting. Os sportinguistas desta zona deram-me muito apoio ao longo desse tempo e aproveito esta oportunidade de estar aqui para lhes agradecer por tudo o que fizeram e por terem sempre acreditado em mim. É muito bom estar aqui nesta festa de grande entusiasmo «leonino». Este jantar é um sinal de que o Sporting está vivo e recomenda-se. Peço aos nossos sócios e adeptos para continuarem a ir ao estádio, a acreditar nesta equipa, pois com eles junto de nós é sempre muito mais fácil”.


( retirado do site oficial do Sporting )

Noite verde na Batalha com prémios ‘Rugidos de Leão’

Realiza-se esta sexta-feira, na Aldeia de Santo Antão, na Batalha, a 31.ª edição dos prémios ‘Rugidos de Leão’, num jantar que reunirá cerca de 1200 adeptos do Sporting e que vai homenagear, entre outros, os futebolistas André Santos e João Pereira.

Naquele que será, seguramente, um repasto de enorme fervor clubístico – faltam vender apenas 36 bilhetes para que a sala, de 1200 lugares, esteja completamente lotada... -, vão ser distinguidas este ano as seguintes personalidades do universo leonino: André Santos e João Pereira (futebol); Joana Ramos (Judo); Diogo Neves (kick-boxing); Diogo Chen (ténis-de-mesa); João Matos (futsal); Frederico Santos (andebol); Gilberto Borges (hóquei em patins); Augusto Baganha (antigo atleta e dirigente); e Paulino Coelho (comunicação social).

Estão garantidas as presenças de várias figuras do clube leonino, casos de Fernando Mamede, Manuel Fernandes, Vidigal ou Beto, bem como de elementos dos órgãos sociais e também da SAD.

Como é igualmente hábito, estão previstas várias surpresas durante a noite, além de muita música e um espectáculo de audiovisuais pelo meio.

«Será novamente um hino de louvor à grandeza do Sporting», garante Bernardes Dinis, director do museu do clube em Leiria e um dos principais dinamizadores da noite da Batalha.

( retirado de A BOLA )

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A caminhada pela UEFA

Os atletas João Matos e André Santos, nas suas equipas, estão a disputar a Taça UEFA, o jornal ‘Sporting’ quis saber como se preparam os jogadores. Quisemos descobrir o princípio, meio e fim de um estado espírito que luta pela Europa.


André Santos: "Importante é o Sporting no seu todo"

O André Santos vai muitas vezes apoiar a equipa de futsal ao pavilhão. O futsal é a sua segunda modalidade?
Gosto muito de ver futsal. Para já, o tempo é totalmente diferente, ou seja, 10 segundos demoram uma eternidade a passar. Depois, em 20 segundos ou se está numa baliza, e logo a seguir se está noutra. É tão diferente do futebol. Além disso, gosto da sensação do público muito perto dos jogadores e vice-versa. Acho graça ao facto de, por exemplo, num lance de linha lateral o jogador vibrar com o público, fala com os adeptos. Enfim, é um ambiente espectacular e muito próximo, muito familiar.
Nesta equipa, quem são os seus jogadores de eleição?
Não quero fazer comparações dos jogadores em termos técnicos, porque para mim são todos bons. Mas, tenho uma boa amizade com o João Benedito. Conheço-o há muitos anos, estamos há muitos anos no Sporting, e por isso, é normal que tenha uma boa amizade com ele. Gosto também do João Matos que é um verdadeiro «leão». Dentro do campo até ruge (risos). Gosto de todos. É uma equipa espectacular.
A ligação entre os atletas das várias modalidades é importante para a saúde do Sporting?
Sem dúvida. É muito importante termos uma boa relação entre as várias modalidades, até porque trabalhos com o mesmo sentido. O mais importante não é o futebol, o futsal, o andebol ou o atletismo, mas sim o Sporting no seu todo e, por isso, é importante que trabalhemos todos em família.
Que mensagem gostaria de deixar à equipa de futsal?
Que entre em campo confiante, que dê tudo pelo Sporting e que dê mais uma alegria aos sócios e adeptos do nosso Clube.

João Matos: "Sporting luta por títulos"

Costuma ir ao Estádio apoiar a equipa de futebol?
Costumo. Vou muitas vezes. Aliás, só não vou quando estou a jogar fora, ou quando chego e o encontro de futebol já vai a meio. De resto, acompanho sempre.

O Sporting começa agora a disputar a Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup. Quais as suas perspectivas?
Vai ser a doer. Vai ser muito complicado, mas o Sporting é favorito e tem que o assumir entrando em campo concentradíssimo, com o objectivo único de ganhar. Acredito muito que o Sporting vai vencer os três jogos.
Qual vai ser o adversário mais complicado?
Vão ser três jogos completamente distintos, com três equipas com características completamente diferentes. Perante o City’us Tirgu-Mures vai ser um jogo muito complicado, tendo em conta que eles jogam muito com o guarda-redes avançado, independentemente do resultado, ou seja, temos que ter muita posse de bola e atacar bem e certeiros. Quanto ao Gyóri Eto FC é uma equipa mais consistente, mais equilibrada, com muitos jogadores da selecção e, por isso, muito entrosados e com boa qualidade técnica. Não tem tantos jogadores que possam diferenciar o jogo a nível individual, mas é uma equipa muito equilibrada e bastante aguerrida. Finalmente, a equipa da Iberia Star Tbilisi poderá ser a mais difícil. É uma equipa composta por nove jogadores brasileiros tecnicamente evoluídos, tem um pivot muito forte, um fixo muito capaz, e é uma equipa que só não esteve na final da UEFA CUP connosco pelo número de golos, uma vez que empatou com o nosso adversário na meia-final. Portanto, Vai ser um jogo com cheiro a final.
No ano passado o Sporting foi vice-campeão da prova. Este ano a equipa quer mais?
Queremos. Foi um grande desgosto ter perdido aquela final. Ver a alegria dos outros e saber que poderíamos ser nós a fazer a festa é sempre triste. Não queremos passar novamente por isso e acreditamos que podemos lá chegar.
Este ano há menos margem para erro?
Sim, sem dúvida. No ano passado todos nós dizíamos que era o nosso ano e este ano as equipas são mais complicadas. Agora, o Sporting luta por títulos, investe nos jogadores e em planteis para conquistar títulos, por isso, temos que ir à luta. O Clube e os adeptos merecem festejar muitas alegrias.
Já é habitual ver o pavilhão cheio de sportinguistas a apoiar a equipa. Que mensagem lhes quer transmitir?
O futsal tem sido uma modalidade muito acarinhada pelos adeptos. Portanto, os nossos adeptos vão encher o pavilhão, independentemente das outras equipas, porque eles só vêm ver e apoiar o Sporting. Os jogos vão ser complicados, por isso, o apoio de todos é essencial para nós.

( retirado do site oficial do Sporting )

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

André Santos como capitão


Na ausência do habitual capitão do Sporting, Daniel Carriço – a contas com um problema físico e, como tal, impedido de alinhar no jogo de ontem, frente à seleção angolana –, coube a André Santos assumir pela primeira o estatuto de capitão de equipa do Sporting. Isto porque, recorde-se, Polga, João Pereira e Rui Patrício, os restantes elementos do lote de líderes, não integraram a lista de eleitos de Domingos Paciência para este duelo particular.

Os dois portugueses estão ao serviço da seleção nacional que hoje defronta a Bósnia, enquanto o internacional brasileiro ficou em Lisboa a recuperar de uma lesão.

( retirado do site Record )

Parabéns André!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Angola-Sporting a decorrer

A decorrer Angola - Sporting  na Sportv1

Angola,2 - Sporting,0

Sporting já está em Luanda

O avião que transportou a comitiva «leonina» até Angola tocou em solo angolano pelas 15h40 (horas portuguesas), no final de uma viagem que decorreu sem qualquer sobressalto.


Segue-se agora uma agenda muito preenchida de contactos, que tem como primeiro acto oficial a cerimónia de colocação de uma coroa de flores no monumento de Agostinho Neto. Pelas 19 horas locais terá lugar a conferência de imprensa de antevisão do jogo entre Angola e o Sporting.

( retirdado do site oficial do Sporting )

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Domingos leva 19 a Angola

O treinador «leonino» convocou 19 jogadores para a partida de 10 de Novembro, frente à selecção angolana, com todos os atletas do plantel profissional disponíveis a seguirem viagem acompanhados de sete elementos da equipa júnior.

Face às ausências dos atletas nas selecções – Rui Patrício e João Pereira (Portugal), Matias Fernandez (Chile), Elias (Brasil), Schaars (Holanda) e André Martins (sub-21) – e lesionados (Anderson Polga, Alberto Rodriguez, Insúa, Rinaudo, Jeffrén, Izmailov e Onyewu).


Domingos Paciência chamou os juniores Filipe Chaby, Farley Rosa, Iuri Medeiros, Luís Cortez, Rodolfo Simões, Rúben Semedo e Edgar Ié. A lista completa dos convocados é a seguinte: Tiago e Marcelo (guarda-redes), Evaldo, Arias, Daniel Carriço, Pereirinha, Rúben Semedo, Rodolfo Simões e Edgar Ié (defesas), André Santos, Filipe Chaby, Farley Rosa, Luís Cortez, Diego Capel, Carrillo (médios), Bojinov, van Wolfswinkel, Diego Rubio e Iuri Medeiros (avançados).

Os «leões» têm chegada prevista para as 15.30. Depois, às 16 horas está prevista a presença na cerimónia de colocação de flores no monumento do herói nacional Agostinho Neto.

A seguir, pelas 18 horas, Domingos Paciência e um jogador vão estar na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, de quinta-feira, contra a selecção de Angola, que está agendado para as 18 horas.
( retirado do site A BOLA e do Sporting )

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Sporting,3 - U. Leiria,1

O Sporting somou mais um triunfo no campeonato, vencendo a União de Leiria, em Alvalade, por 3-1. Dois golos plenos de ganas de Matías Fernandez e um de Wolfswinkel, de grande penalidade, deixam os «leões» a um ponto da liderança.
Sporting-U. Leiria (José Sena Goulão/Lusa)
Dadas as condicionantes, principalmente em termos defensivos, Domingos Paciência escolheu o júnior Tiago Ilori para actuar ao lado de Carriço, ficando as laterais a cargo de João Pereira e Evaldo. Na zona intermédia Elias, Pereirinha e Schaars, enquanto o trio de ataque foi formado por Matías Fernandez, Capel e Wolfswinkel. A União de Leiria, de Manuel Cajuda, veio a Alvalade tentar surpreender os «leões» em contra-ataque e viria a consegui-lo (mais à frente), mas ficou cedo privada do central Hugo Alcântara (Edson) por lesão. O Sporting entrou forte e determinado no jogo, imprimindo grande velocidade pelos corredores, em especial pelo endiabrado Capel e, após um golo anulado por fora-de-jogo a Elias, os «leões» marcaram mesmo, através de um trabalho soberbo de Matías Fernandez. O chileno está em crescendo, tanto a nível físico como táctico, e pouco depois, voltou a ameaçar a baliza de Gottardi, de livre directo.
Sporting-U. Leiria (José Sena Goulão/Lusa)
No entanto, contra a corrente de jogo, a União de Leiria, viria a igualar por intermédio de Djaniny, após erro do jovem Ilori. Porém, o ritmo não abrandou e no minuto seguinte, em nova falha, mas da defesa leiriense, Elias desaproveitou boa chance, com um remate cruzado ao lado. O Sporting percebeu, desde logo, que o jogo ganharia outro nível de exigência, mas não se desequilibrou no terreno. Em jogo de parada e resposta, a União de Leiria desenhou mais dois lances de perigo, mas a fechar a primeira parte foi novamente o Sporting a estar perto do golo, com Matías a testar Gottardi. Um prenúncio do que viria a acontecer a seguir. À entrada para a segunda parte Domingos Paciência colocou Carrillo em campo ( no lugar de Pereirinha), procurando maior profundidade no flanco direito. No entanto, quem esteve de "pé quente" foi Matías. O chileno fez o 2-1, ao minuto 50, tranquilizando as hostes «leoninas». A meia hora do fim, para estabilizar mais o "miolo", André Santos entrou para o lugar de Capel. Mesmo a controlar as incidências da partida, o Sporting não se livrou de um susto quando Djaniny falhou a emenda à "boca" da baliza, na sequência de um cruzamento do recém-entrado Luís Leal. Para os minutos finais, Domingos concedeu a estreia a Santiago Arias e o jovem colombiano entrou com muita vontade de mostrar serviço. A fechar, Wolfswinkel fez de penalty o 3-1, sentenciando o encontro. Triunfo justo do Sporting a dar grande confiança à equipa antes do derby na Luz.
Sporting-U. Leiria (José Sena Goulão/Lusa)

Futebol - Liga Zon Sagres - 10.ª jornada
2011-11-06
Estádio José Alvalade, em Lisboa
Espectadores: 34214
Árbitro: Manuel Mota (Braga).
Árbitros assistentes: José Gomes e Bruno Trindade.
4.º árbitro: António Costa.
Ao intervalo: 1-1

( Texto retirado site Sporting Oficial; Fotos retiradas Mais Futebol )

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

André Santos: "Espero que Rinaudo recupere rapidamente"

   A lesão de Rinaudo, que o deverá afastar dos relvados durante largo período de tempo, deixou desolados os seus colegas do Sporting. André Santos, que em teoria até será "beneficiado", passando a ser titular, deseja as rápidas melhoras do argentino.
"Foi uma grande infelicidade o que lhe aconteceu... Espero que recupere rapidamente”, referiu, após a derrota na Roménia, com o Vaslui.

Na próxima partida, com a União de Leiria, o camisola 26 deverá ser titular no lugar de Rinaudo, mas coloca a decisão nas mãos do treinador. "Vou continuar a trabalhar para agradar ao técnico. Quem escolhe a equipa é Domingos", sublinhou.

Diego Rubio também dá força a Fito. "Estamos preocupados com ele, mas temos de o apoiar. É um jogador importante, mas somos 25 ou 26 jogadores e todos somos importantes. O André Santos também é um bom futebolista", defendeu o avançado chileno.

Retirado do site ( Relvado )

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Treinos à porta fechada

O Sporting prosseguiu, nesta sexta-feira, a preparação da jornada de domingo com o Feirense no máximo segredo, com os treinos da semana a realizarem-se todos à porta fechada, na Academia.

Apenas Izmailov e Rodríguez são baixas no plantel para este fim-de-semana, em que os leões podem somar a 10ª vitória consecutiva, sexta no campeonato.
( retirado do site TVI24 )

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Entrevista a Domingos

Pergunta a Domingos: Sendo o objectivo vencer, vai apostar num meio-campo com um médio mais defensivo ou, para se precaver, apostará em dois mais recuados com Matías Fernández na frente?

Resposta: Todos os jogadores estão preparados para serem ofensivos. Até Rinaudo já criou situações de golo e sacou penáltis. André Santos é muito mais ofensivo do que era há tempos. A jogar em casa, é natural que queiramos ganhar e podemos optar por jogadores mais ofensivos, mais fortes no um-contra-um.

( retirado do site OJOGO )

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Famalicão, 0 - Sporting, 2

Apesar de ter entrado bem melhor, e ter conseguido criar oportunidades de golo ainda antes dos dez minutos de jogo, a bola parecia não querer entrar na baliza da equipa da casa. Aos 16 minutos, André Santos atira fortíssimo, e acerta com estrondo na barra da baliza defendida por Rui Forte.
( retirado do site RTP )

Retomando o início: o Sporting mantinha a disposição em 4x3x3 que já faz parte do ADN deste "novo" leão, tendo André Santos a fazer de Rinaudo e Matías fernández de Elias, entregando as alas a Insúa (esquerda) e Capel (direita), sendo o eixo defensivo composto pela dupla inédita Onyewu-Carriço. Pela frente, deparava com um 4x3x3 famalicense que apostava na ocupação do meio e aposta nos flancos para explorar o contragolpe. Não era um Sporting dominador até à exaustão, mas o natural ascendente foi uma realidade desde o início, apesar das falhas no primeiro momento de transição ofensivo por parte de André Santos, que, por algumas vezes, ameaçaram investidas de perigo dos anfitriões. Ainda assim, ia-se adivinhando que era uma questão de tempo até o golo dos leões chegar, quando chegou o intervalo, já depois do mesmo André Santos fazer embater com estrondo a bola na barra.
( retirado do site O JOGO )


E o médio André Santos ainda fez mais, rematando com estrondo à trave. Ficou a ideia de que a equipa de Famalicão resistira por pouco tempo ao apetite voraz do leão, mas só por momentos.
( retirado do site Correio da Manhã )

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Convocados para Famalicão

Domingos Paciência elegeu 19 jogadores para o encontro frente ao Famalicão, a contar para a terceira eliminatória da Taça de Portugal, pelas 20h00 de sábado, dia 15 de Outubro, no Estádio Municipal 22 de Junho, em Famalicão. A saber:


Rodriguez, Daniel Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo, Schaars, Wolfswinkel, Capel, Marcelo, Matias Fernandez, Tiago, André Santos, Arias, Pereirinha, Carrillo, André Martins, Rubio, João Pereira e Insúa.

( retirado do site Sporting )

Chegou a hora de mostrar serviço

O treinador do Sporting, Domingos Paciência, irá aproveitar a deslocação a Famalicão, em jogo a contar para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, para promover algumas alterações no onze preferencialmente utilizado esta temporada. Além de poupar alguns dos elementos com mais minutos do plantel, o treinador verde e branco, de 42 anos, pretende dar ritmo competitivo àqueles que têm disposto de menos oportunidades.

Aproveitando o castigo de Fito Rinaudo – viu o vermelho direto na partida com o V. Guimarães –, André Santos é presença garantida na equipa inicial. Depois de ter sido uma das pedras basilares da última época (42 jogos), o jovem internacional português, de 22 anos, perdeu espaço de manobra na equipa com a chegada do médio argentino e pode aproveitar o jogo com o Famalicão para mostrar serviço a Domingos Paciência.

( retirado do site Record )

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Sporting vence juniores do Belenenses (4-0)

O Sporting venceu na manhã de Sabado os juniores do Belenenses por 4-0, num jogo-treino realizado na Academia de Alcochete.

O marcador foi inaugurado aos 21 minutos pelo júnior Chaby, que pouco tempo depois ampliou a vantagem, com novo golo (25').

Antes do intervalo o Sporting ainda voltou a marcar, desta vez por intermédio de André Carrillo, aos 31 minutos.

O defesa Santiago Arias fechou o marcador à passagem do minuto 72, fixando o resultado final em 4-0.

Do plantel principal do Sporting, apenas Santiago Arias, Carriço, Evaldo e André Santos cumpriram o jogo na íntegra.

( retirado do site A BOLA )

sábado, 1 de outubro de 2011

Domingos Paciência: "Podemos fazer mais e melhor"

O treinador do Sporting, em conferência de imprensa realizada ao final da tarde de sexta-feira, fez a antevisão do jogo com o Vitória de Guimarães. Domingos Paciência deixou um alerta: "Teremos de ser muito fortes para ganhar este encontro."


O treinador admitiu que o tempo de recuperação da equipa é inferior ao habitual e por isso "o grau de dificuldade é maior sendo o encontro em Guimarães, contra um adversário que cria sempre grandes dificuldades a jogar perante o seu público."

O Sporting desloca-se à Cidade Berço após uma série de bons resultados, mas o técnico não quer entrar em euforias: "É preciso continuar a trabalhar, porque podemos fazer mais e melhor."

O encontro da 7.ª jornada entre o Sporting e o Guimarães realiza-se no domingo, às 18h00, no Estádio D. Afonso Henriques.

( retirado do site oficial )

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

«O Sporting está de volta» - André Santos

  O Sporting venceu ontem a Lazio por 2-1, em Alvalade, na segunda jornada do Grupo D da fase de grupos da Liga Europa. Diante do adversário mais forte da "poule", os "leões" sofreram para garantirem os três pontos, sobretudo depois de ficar reduzido a 10 unidades (expulsão de Insúa). Van Wolfswinkel adiantou os leões, Klose empatou o jogo mas Insúa, ainda antes do intervalo, fez o resultado final.

  André Santos quer dar mais alegrias aos adeptos leoninos. Admite que os leões estão bem encaminhados nesta Liga Europa.
  André Santos entrou na segunda parte para ajudar o leão a segurar a vantagem no jogo.

André Santos (foto ASF)

«Foi um bom resultado. Conseguimos chegar aos seis pontos, que era o mais importante, e assim afastarmo-nos dos adversários

   O Sporting é o principal favorito à vitória no grupo? «Sim. Dada a vantagem que temos sobre os adversários.»
  
   Com Elias ausente, esperava jogar? «Estou aqui para trabalhar. Jogou o Matías. Foi uma vitória muito sofrida, pois ficámos com dez muito cedo, e o cansaço acabou por ser normal. Tivemos um espírito muito grande.»
 
   Agora é justo dizer que o Sporting está de volta? «Os adeptos querem isto, e nós também. Quando ganhamos a semana passa muito melhor.»

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

18 ‘leões’ para a recepção aos sadinos

Domingos Paciência chamou 18 jogadores para integrarem a convocatória para o jogo com o Vitória de Setúbal, que se realiza no sábado, às 20h30, no Estádio José Alvalade.


Lista convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck;
Defesas: João Pereira, Onyewu, Polga, Rodriguez, Evaldo e Insúa;
Médios: Rinaudo, Elias, André Santos, Schaars, Matias, Carrillo e Capel;
Avançados: Rubio,Wolfswinkel e Bojinov.

( retirado do site oficial do Sporting )

domingo, 18 de setembro de 2011

Convocados para o Rio Ave

Domingos Paciência já elegeu os jogadores que se vão deslocar a Vila do Conde, para defrontar, na segunda-feira, o Rio Ave. Matías Fernandez e Elias regressaram à convocatória. De fora ficaram Tiago, André Martins e Izmailov (condicionado).


Eis a lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boek;
Defesas: Rodriguez, Polga, Onyewu, Evaldo, João Pereira e Insúa;
Médios: Schaars, Elias, Matías, Capel, Carrillo, Rinaudo, Pereirinha e André Santos;
Avançados: Bojinov, Van Wolfswinkel e Diego Rubio.

( retirado do site oficial do Sporting )

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Sporting vence Zurique ( 0-2 )

O Sporting foi ontem à Suiça vencer o Zurique, por 2-0, em jogo da primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

Domingos Paciência surpreendeu a entregar a titularidade a Carillo, deixando Izmailov na bancada. O Sporting entrou bem na partida e adiantou-se no marcador logo aos quatro minutos. Schaars bateu um livre, Ínsua desviou de cabeça para o primeiro golo da partida.
Ínsua voltaria a estar em destaque ao minuto 21, quando fez o cruzamento para Wolfswinkel fazer o segundo golo da partida. O Sporting resistiu, ainda, a três bolas no ferro da baliza de Rui Patrício.
No outro jogo do grupo D, a Lazio empatou em casa com o Vaslui (2-2), deixando o Sporting na liderança.


- FINAL DO JOGO.
- 80' Quase marca o Sporting! Bola jogada de Rubio, que evitou dois defesas do Zurique e rematou a milímetros do poste esquerdo da baliza do Zurique.
- 78' Cartão amarelo para R. Koch, por falta sobre Schaars.
- 72' Substituição no Sporting. Saiu Capel e entrou Evaldo.
- 67' Subsituição no Zurique. Saiu Buff e entrouMargairaz. O Sporting tem o jogo controlado na Suíça.
- 65' Substituição no Sporting. Saiu Wolfswinkel e entrou Diego Rubio.
- 59' Substituição no Zurique. Entrou Chermiti e saiu Chikhaoui
- 59' Substituição no Sporting. Saiu Carillo e entrou André Santos.
- 58' Cartão amarelo para Alphonse.
- 54' Cartão amarelo para Wolfswinkel.
- 45+1' INTERVALO. Bola primeira parte do Sporting, onde conseguiu facturar por duas vezes, golos de Ínsua (4') e Wolfswinkel (21'). Uma vantagem confortável para o segundo tempo, onde o Zurique terá de melhorar muito para recuperar da desvantagem sofrida.
- 37' Cartão amarelo para Mehmedi, por simular uma falta.

- 34' Cartão amarelo para Schönbächler, por falta sobre Onyewu.
- 21' GOLO DO SPORTING! Marca Wolfswinkel! Cruzamento de Ínsua, Wolfswinkel apareceu sozinho no coração da grande área e atirou para o 2-0.
- 20' Remate de Capel, para defesa de Leoni. O Sporting procura o segundo golo na Suíça.
- 3' GOLO DO SPORTING! Marca Ínsua! Schaars bateu um livre, Ínsua desviou de cabeça e adiantou o Sporting no marcador. Está feito o primeiro golo na Suiça!

( retirado do jornal DN )

Golos de Ínsua e Wolfswinkel colocam Sporting na liderança do grupo D. Leões resistiram a três bolas no ferro da baliza de Rui Patrício.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

" Leões " para Zurique

A equipa do Sporting partiu às 9h00 de Lisboa rumo a Zurique, onde, amanhã, pelas 18h00 de Lisboa (19h00 locais) defrontará o FC Zurich, no primeiro jogo desta fase da Liga Europa.


O treinador Domingos Paciência convocou, para o encontro, os seguintes atletas: Rui Patrício, Alberto Rodriguez, Anderson Polga, Onyewu, Evaldo, Bozhinov, Johannes Schaars, Van Wolfswinkel, Marat Izmailov, Diego Capel, Marcelo Boek, Tiago, André Carrilho, Fabian Rinaudo, Bruno Pereirinha, André Santos, André Martins, Diego Rubio, João Pereira e Emiliano Ínsua.

Cerca das 15h30 de Lisboa, será dada a conferência de imprensa de antevisão do encontro e, às 18h00, está prevista a realização de um treino de adaptação ao Relvado do Estádio Letzigrund.

( retirado do site oficial do Sporting )

terça-feira, 13 de setembro de 2011

P. Ferreira,2 - Sporting,3

O Sporting foi imparável na Mata Real, e mesmo a perder por 2-0, nunca virou a cara à luta, conseguindo terminar o jogo com uma vitória de 3-2.

Domingos Paciência apresentou uma equipa diferente em Paços de Ferreira. Na Mata Real apenas quatro jogadores titulares frente ao Marítimo se mantiveram – Rui Patrício, João Pereira, Schaars e Capel, de resto tudo foi diferente, a começar com os ingressos de Onyewu, Elias, Insúa e Pereirinha no «onze» titular.

Em Paços, uma má decisão do árbitro que considerou um atraso, quando na verdade a bola bateu na caneleira de Rodriguez e, por isso, poderia ser agarrada por Rui Patrício, levou a equipa anfitriã à inauguração do marcador, logo aos cinco minutos, num lance em que André Leão de livre, lançou Michel para o golo. Moralizados, os pacenses, voltaram a criar perigo, aos 9 minutos mas, desta vez, Patrício impediu que Michel voltasse a fazer o gosto ao pé.

Perante o golo sofrido, o Sporting lutou para se recompor e a verdade é que até ao intervalo foram vários os momentos de verdadeiro sufoco para a equipa da casa. Aos 14 minutos Bojinov cabeceou com perigo; Aos 21 minutos, João Pereira também fez das suas; Aos 23 minutos, foi novamente Bojinov de livre e aos 25 minutos Scaahrs lançou a bola à barra. Foi de tal forma a pressão «leonina» que, em dois minutos, os dois centrais pacenses viram o cartão amarelo. Só em falta é que os homens de Paços conseguiam travar as acções dos sportinguistas. Mesmo assim, o intervalo, surgiu com a vantagem do Paços de Ferreira no marcador.

No segundo tempo, apesar das iniciativas dos «leões», foi novamente o Paços de Ferreira a conseguir ser mais eficaz, quando aos 56 minutos, aumentou a vantagem, novamente por Michel. No lance, Manuel José lançou a bola de livre para Michel, que cabeceou à entrada da área, sem dar qualquer hipótese de defesa a Rui Patrício.

Aos 70 minutos, o Paços de Ferreira ficou reduzido a dez unidades, com Nuno Santos a ver o segundo cartão amarelo, no momento em que impediu a progressão de Rubio à entrada da área. Enquanto isso, o Sporting continuava a tentar chegar ao golo. Foi Izmailov que, volvidos cinco minutos, rematou com sucesso, depois de uma iniciativa de Rubio.

O Sporting continuava a fazer pela vida e a 15 minutos do fim, continuava visível a determinação «leonina». A luta foi muita e Elias, na sua estreia, acabou por fazer o golo do empate, aos 78 minutos, após passe perfeito de Rinaudo.
Merecidamente o Sporting conseguiu dar a volta ao marcador, aos 83 minutos, com carimbo de Wolfswinkel. O avançado, de primeira, foi autor de um belíssimo golo, após passe igualmente perfeito de Ínsua.

Foi um jogo de sofrimento mas justamente vencido pelo Sporting que mostrou as garras na altura certa e conseguiu virar o resultado a seu favor.

( retirado do site oficial do Sporting )

sábado, 10 de setembro de 2011

Convocados para Paços de Ferreira

Domingos Paciência convocou 19 jogadores para o encontro frente ao Paços de Ferreira, agendado para sábado, dia 10 de Setembro, pelas 20h30, no Estádio da Mata Real. A saber:


Convocados:
Rui Patrício, Rodriguez, Polga, Onyewu, Evaldo, Bojinov, Schaars, Wolfswinkel, Izmailov, Diego Capel, Marcelo, Carrillo, Rinaudo, Pereirinha, André Santos, Diego Rubio, João Pereira, Insúa e Elias.

( retirado do site oficial do Sporting )

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Elias entra já no onze

Brasileiro precisou apenas de dois treinos para demonstrar qualidade. Estreia marcada para amanhã em Paços de Ferreira.

Elias chegou na madrugada de terça-feira a Lisboa e confrontado com a questão da titularidade em Paços de Ferreira disse que iria ver como se adaptava ao seu novo clube mas, pelos dados recolhidos por A BOLA, o internacional brasileiro correspondeu muito bem nos dois treinos que efectuou e terá direito a entrada directa no onze no jogo de amanhã.

O médio, 26 anos, chegou com ritmo competitivo porque era utilizado com regularidade no Atlético Madrid e nos primeiros dias de trabalho na Academia tem demonstrado toda a sua qualidade e que, de facto, é um jogador acima da média, justificando os 8,850 milhões de euros pagos pelos leões aos colchoneros pelo passe do jogador, que o tornaram o jogador mais caro de sempre do Sporting.

Elias, ao que tudo indica, será titular e, olhando para as últimas escolhas de Domingos Paciência, haverá mais duas vagas para três homens: Rinaudo, Schaars e André Santos.

( retirado do site A BOLA )

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Treino matinal

A equipa principal de futebol «leonina» treinou esta manhã na Academia Sporting Puma, em Alcochete, sem Schaars, Rinaudo e Elias que se encontram a representar as respectivas selecções nacionais.


Ainda sob o olhar atento do departamento médico continuam Matias Fernandez, Jeffren e Luís Aguiar, enquanto que os restantes futebolistas cumprem o plano de treinos programado pelo técnico Domingos Paciência. Izmailov, Jeffren e Rubio complementaram o treino com trabalho de ginásio. Matias Fernandez, Luís Aguiar e Rubio também o fizeram, mas no terreno.

( retirado do site oficial do Sporting )

domingo, 4 de setembro de 2011

André Santos: «Boa sorte a Postiga e Djaló»

André Santos, jogador do Sporting e da selecção nacional, em declarações à RTPN, após vitória de Portugal sobre o Chipre. O médio ficou na bancada e, no final, comentou a saída de Postiga e Yannick Djaló da formação leonina:

«Saíram mais dois jogadores, mas contam os que estão, para fazer uma boa época e dar alegrias aos adeptos. Domingos diz que todos têm de trabalhar. São dois colegas que saem, tive o prazer de estar um ano com eles e desejo-lhes sorte.»

Sobre ter ficado na bancada no jogo com Chipre
«Estou aqui para trabalhar, o mais importante é a vitória que foi o que conseguimos. São escolhas do mister, que aceito. Foi importante marcar na primeira parte. O Chipre esteve fechado, mas felizmente surgiu o segundo golo e depois surgiram mais espaços. Ricardo Carvalho? Não quero falar, assunto cabe ao Ricardo.»

( retirado do Mais Futebol )

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Paulo Bento com todos os jogadores disponíveis

A Seleção Nacional cumpriu esta quarta-feira o último treino em Óbidos, antes de viajar esta tarde para o Chipre.

Esta manhã, Paulo Bento pôde contar com todos os jogadores em pleno. Nos 15 minutos abertos à comunicação social, Nani e Pepe, que falharam a sessão da tarde de ontem, já estiveram no relvado, assim como Raul Meireles.

O médio chegou ao estágio da seleção com uma lesão na clavícula, mas deverá ser opção para o jogo de sexta-feira.

domingo, 28 de agosto de 2011

20 leões para a recepção ao Marítimo

Domingos Paciência convocou 20 jogadores para integrarem a convocatória para o jogo da 3.ª jornada no Nacional de futebol. A partida com o Marítimo está agendada para as 20h30 de domingo, no Estádio José Alvalade.


Lista de convocados
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo.
Defesas: João Pereira, Carriço, Polga, Onyewu e Evaldo;
Médios: André Santos, Rinaudo, Schaars, Izmailov, Capel, Jeffren, Carrillo e André Martins;
Avançados: Bojinov, Wolfswinkel, Yannick, Postiga e Rubio

( retirado do site oficial do Sporting )

André convocado para a seleção

Lista de jogadores convocados:
- Guarda-redes: Eduardo (Benfica), Quim (Sporting de Braga) e Rui Patrício (Sporting);

- Defesas: Bruno Alves (Zenit), Fábio Coentrão (Real Madrid), João Pereira (Sporting), Pepe (Real Madrid), Ricardo Carvalho (Real Madrid), Rolando (FC Porto), Sílvio (Atlético de Madrid) e Eliseu (Málaga);

- Médios: André Santos (Sporting), João Moutinho (FC Porto), Raul Meireles (Liverpool), Ruben Micael (Saragoça), Paulo Machado (Toulouse) e Miguel Veloso (Génova);

- Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Danny (Zenit), Hélder Postiga (Sporting), Hugo Almeida (Besiktas), Nani (Manchester United) e Varela (FC Porto);
A “Equipa de Todos Nós” segue na liderança do Grupo H, com 10 pontos, os mesmos de Noruega e Dinamarca, todos em cinco jogos.
Por seu lado, o Chipre, que conta menos um jogo realizado, é quarto, com dois pontos, o primeiro conquistado em Guimarães, onde empatou 4-4 com Portugal.

O encontro entre os cipriotas e portugueses realiza-se a 02 de Setembro, pelas 21h45 locais (19h45 em Lisboa), no GSP Stadium, em Nicósia

( retirado do Portal do Futebol )

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Golo de André

Entrevista a Domingos

Domingos, treinador do Sporting, analisa a vitória sobre o Nordsjaelland (2-1) e consequente passagem à fase de grupos da Liga Europa:

[está satisfeito com a equipa?] «É evidente que tenho de estar satisfeito. A equipa fez o mesmo que fez nos outros jogos. Criou várias situações de golo, e pena é que não tenha marcado mais cedo. Acima de tudo estou satisfeito pela persistência, pela vontade de vencer. Este resultado peca por escasso

[sobre os assobios a Yannick, que começaram ainda antes do apito inicial] «Falei com o Yannick antes do jogo, e perguntei-lhe qual era o problema que ele tinha. Ele sente que não tem o carinho dos adeptos. A solução é ele acreditar, e saber que tem de fazer muito para voltar a ter o carinho dos adeptos. E eu sou o treinador dele, trabalho todos os dias com ele, e ele não vai jogar ou deixar de jogar pela pressão de quem está de fora. Eu, como jogador, não gostava que me fizessem isso. Confio nos meus jogadores, confio no Yannick

[sobre os problemas na finalização] «Há algum nervosismo na hora de definir o lance. Podíamos ter apresentado alguma frieza em algumas situações, mas também é preciso dar os parabéns ao guarda-redes do Nordsjaelland. Temos consciência que para fazer um golo é preciso falhar quatro ou cinco. Haverá dias em que vamos ter duas oportunidades e vamos concretizá-las

[Tinha nove jogadores da época passada na equipa titular. São esses que lhe dão mais garantias, nesta altura?] «Querem bater nessa tecla e acabar com os que cá ficaram. Perante o adversário, perante uma estratégia de jogo e o trabalho diário, resta-me decidir. Os que vieram têm muita qualidade, e há que dar tempo para consolidar uma equipa, e se calhar é preciso aproveitar aqueles que já têm conhecimento do clube, que já sabem a responsabilidade de alguns jogos. Desistam da conversa dos novos e dos antigos

[há algum adversário que queira evitar?] «O Sporting procura competir em patamares elevados, e estamos preparados para grandes equipas. O objectivo é passar a fase de grupos. No sorteio tudo pode acontecer

[sobre algumas queixas físicas dos jogadores] «Há jogadores que vieram sem férias, e outros que estão em adaptação ao tipo de trabalho. É natural existirem alguns problemas, mas procuramos que a equipa tenha um bom rendimento. Senti que o André podia dar mais dinâmica à equipa. A opção passou por aí e as coisas correram bem.»

( retirado do site Mais Futebol )

«Golo importante, custou mas foi!» - André Santos

Perante a ineficácia dos homens da frente, foi André Santos quem quebrou o nulo e inaugurou o marcador, frente ao Nordsjaelland. No final da partida o médio mostrou-se satisfeito pelo contributo dado, mas lamentou o número de oportunidades desperdiçadas.

«Custou mas foi, lá marcámos. É um golo importante, porque não só nos qualifica como vai ajudar a dar tranquilidade. Criámos muitas oportunidades de golo, e mesmo perante as falhas a equipa não desistiu e graças ao apoio do público chegámos lá», apontou.

O jovem jogador acredita que a equipa melhorará no capítulo da finalização com o passar do tempo, já que a equipa está a fazer o mais difícil: gerar oportunidades. «Os golos vão começar a aparecer, mais cedo ou mais tarde, tenho a certeza. A equipa está a criar chances de golo, e isso é o mais importante»

Sobre o esquema táctico em que prefere jogar, ou o companheiro com que se sente mais confortável, André Santos garante que a sua «preferência é jogar, seja onde seja, e em que táctica for», e que o Sporting, pela sua história, pode chegar longe na Liga Europa, ainda que tenha de «pensar sempre jogo a jogo».

( retirado do A BOLA )

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Rodríguez ausente da convocatória, André Martins chamado

A ausência do central Alberto Rodríguez, titular em todos os jogos oficiais do Sporting até à data, é o principal destaque nos convocados de Domingos Paciência para o jogo de amanhã (21.15 horas) com o Nordsjaelland, referente à segunda mão do play-off da Liga Europa.

Em relação ao último jogo com o Beira-Mar, além de Rodríguez, sai Matías Fernández, igualmente lesionado, e entra André Martins.

Eis a lista de convocados:

Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck.

Defesas: Daniel Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo, João Pereira.

Médios: Schaars, Rinaudo, André Santos, André Martins, Izmailov e Diego Capel.

Avançados: Yannick, Postiga, Diego Rubio, Bojinov, Wolfswinkel e Carrillo.


( retirado do site ABOLA )

domingo, 21 de agosto de 2011

Beira-Mar - Sporting

O Sporting desloca-se hoje para Aveiro, com fim a defrontar o Beira-Mar. O jogo será passado na TVI.

Domingos Paciência chamou 20 jogadores para a deslocação a Aveiro. O búlgaro Bojinov e o peruano André Carrillo são as grandes novidades na convocatória para defrontar o Beira-Mar.


Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck.
Defesas: Rodríguez, Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo e João Pereira.
Médios: André Santos, Schaars, Izmailov, Capel, Matías Fernandez, Carrillo e Fito Rinaudo.
Avançados: Bojinov, Rubio, Wolfswinkel, Yannick e Postiga

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Sporting encaixa 5,9 milhões de euros com vendas ao fundo

O Sporting anunciou, nesta tarde, que vendeu parte dos passes de oito dos seus atletas ao fundo de jogadores do clube "leonino", o que permitiu um encaixe financeiro de 5,9 milhões de euros.
O fundo de jogadores, denominado 'Sporting Portugal Fund', foi oficialmente constituído na semana passada, com um valor fixado nos 15 milhões de euros.

Entre os nomes que fazem parte do fundo, o qual é gerido pela ESAF - Espírito Santo Fundos de Investimento Mobiliário -, encontram-se André Santos e André Martins, sendo estes os únicos jogadores que integram o plantel principal do Sporting.

Confira os contratos de investimento celebrados entre o Sporting e o fundo

André Santos - 50% do passe por € 1.750.000

Diogo Salomão - 25% do passe por € 1.000.000

Renato Neto - 40% do passe por € 800.000

William Owusu - 40% do passe por € 400.000

Wilson Eduardo - 40% do passe por € 600.000

André Martins - 40% do passe por € 800.000

José Lopes “Zezinho” - 10% do passe por € 150.000

William Carvalho - 40% do passe por € 400.000

( retirado do jornal PUBLICO )

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Nordjaelland,0- Sporting,0

O Sporting empatou sem golos na Dinamarca, na primeira mão do play-off da Liga Europa. A equipa «leonina» demonstrou ter mais argumentos para vencer no Estádio Farum Park, mas revelou-se novamente ineficaz no último terço do terreno.
Domingos manteve frente ao Nordsjaelland o mesmo onze que defrontou o Olhanense, estruturando a equipa num 4x3x3, com Patrício, João Pereira, Polga, Rodriguez e Evaldo na defesa, Rinaudo, André Santos e Schaars no meio-campo, Jeffren e Yannick Djaló no apoio a Hélder Postiga.

Domingos Paciência, treinador do Sporting, reconheceu em declarações à entrevista rápida da SportTV não ter ficado totalmente satisfeito com a exibição da sua equipa, no empate sem golos com o Nordjaelland, mas sublinha que os leões têm tudo em aberto para a segunda mão:

«Não foi um bom jogo, e tivemos alguns jogadores a sentir dificuldades na segunda parte, mas é preciso lembrar que este foi apenas o segundo jogo oficial da temporada. Sabemos que podemos fazer mais e melhor, mas 0-0 acaba por ser um bom resultado. Em 90 minutos tudo pode acontecer, mas jogando em casa, com o apoio do nosso público, podemos marcar, ganhar e seguir em frente»

Ficha de jogo
Liga Europa - play-off - 1.ª mão
Estádio Farum, em Nordsjaelland (Dinamarca)
Árbitro: Mark Courtney (Irlanda do Norte)
Árbitros assistentes: Eamon Shanks e Andrew Neeson
Ao intervalo: 0-0

NORDSJAELLAND: Jesper Hansen; Parkhurst, Kildentoft, Bjelland, Okore, Enoch Adu, Stokholm, Beckmann (Tobias Mikkelsen, 60 m), Christense, Lawan (Andreas Laudrup, 74 m) e Granskov (Rohde, 82 m).
Treinador: Kasper Hjulmand.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Stokholm (28 m), Bjelland (51 m) e Kildentoft (89 m).
Suplentes não utilizados: David Jensen; Gundelach, Matti Nielsen e Mathias Nielsen.

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Rodríguez, Polga, Evaldo; Rinaudo, André Santos (Matias Fernandez, 60 m) e Schaars; Jeffren (Izmailov, 45 m), Yannick Djaló e Hélder Postiga (Rubio, 78 m).
Treinador: Domingos Paciência.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Rinaudo (49 m) e Alberto Rodriguez (77 m)
Suplentes não utilizados: Marcelo Boeck, Onyewu, Van Wolfswinkel e Capel.


Nordsjaelland-Sporting ja começou

O Sporting descola-se hoje (19h00, SportTV1) a Farum para defrontar a equipa dinamarquesa do Nordsjaelland.

Domingos optou por uma táctica 4x3x3.

André Santos está no 11 inicial!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Onyewu e Matías Fernández convocados por Domingos

Onyewu e Matías Fernández, ausentes do encontro com o Olhanense, integram a lista de convocados do Sporting para o jogo com o Nordsjaelland, na Dinamarca.
O central americano, por opção, e o médio-ofensivo chileno, devido a lesão, tinham ficado de fora das opções de Domingos Paciência na primeira jornada do campeonato.

Na quinta-feira, os "leões" disputam a primeira mão do play-off da Liga Europa.



Convocados

Guarda-redes: Rui Patrício, Marcelo Boeck e Tiago.

Defesas: Evaldo, João Pereira, Anderson Polga, Onyewu, Carriço e Rodríguez.

Médios: Rinaudo, André Santos, Schaars, Marat Izmailov, Capel, Pereirinha, Jeffrén e Matías Fernández.

Avançados: Yannick Djaló, Diego Rubio, Postiga e Van Wolfswinkel.



( retirado do site PUBLICO )

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

'Leões' viajam na terça-feira

A comitiva do Sporting parte para a Dinamarca na terça-feira, 16 de Agosto. Os «leões» treinam de manhã na Academia Sporting/ Puma e têm partida marcada para Copenhaga às 14h30.


A chegada está prevista para as 19h25 (hora local, mais uma hora do que em Lisboa). Recorde-se que o Sporting defronta o Nordsjaelland na quinta-feira, às 20h00 (hora local, mais uma hora do que em Lisboa), no Farum Park, em partida a contar para a 1.ª mão do «play off» da Liga Europa.

( retirado do site oficial do Sporting )

Sporting-Olhanense, 1-1 (destaques, Mais Futebol)

A figura: Izmailov
O médio russo, que tantas alegrias e constrangimentos deu ao Sporting nos últimos tempos, entrou tarde mas muito a tempo de fazer a diferença. Um regresso (sempre) saudado, por vezes temido, devido à condição física, mas absolutamente fantástico. Excelente exibição de Izmailov, com uma grande resposta à adversidade, e que podia, inclusive, ter sido gloriosa. Esteve muito perto de bisar e bem merecia.

A desilusão: Postiga
Nem uma, nem duas, mas, pelo menos, três grandes oportunidades desperdiçadas pelo avançado português para empurrar a equipa para a vitória, ele que foi um dos melhores marcadores da pré-época. Teve tudo para ser bem sucedido, chegou a festejar um golo, mas estava em fora-de-jogo para o árbitro, e quem tem a vitória tantas vezes nos pés não merece perdão. Depois da desilusão na apresentação, mais de 33 mil regressaram a Alvalade e não mereciam tanto desperdício.

O momento: minuto 30
Que grande golo do avançado português, emprestado pelo Sporting ao Olhanense. Um presente envenenado, que o jogador de 21 anos fez questão de não festejar, mas que já havia prometido. Na antevisão do jogo disse que queria marcar em Alvalade para mostrar que tem espaço na equipa. E se mostrou. O melhor que o Olhanense apresentou em Alvalade e uma exibição que não podia ser surpresa para ninguém. Depois de uma excelente época no Beira Mar, prepara-se para voltar a brilhar na Liga.

Outros destaques:

Jeffrén
Dinamizador do ataque leonino na primeira parte, saiu lesionado e chegou a temer-se (ainda mais) a reacção do Sporting, apesar da excelente entrada de Izmailov. Participou em todas as jogadas de perigo enquanto esteve em campo, arrastou adversários e também fez o que não devia. Domínio de bola excelente, sentido de oportunidade no ponto, demasiado intenso na disputa de bola, chegando mesmo a ser inconsequente, como aconteceu na dura entrada sobre Cauê.

Fabiano Freitas
Se Postiga fez de menos, Fabiano Freitas acertou de mais. Boa exibição do guarda-redes brasileiro, com uma estreia na Liga que começou tímida mas terminou confiante. Só à segunda Izmailov conseguiu batê-lo e isso diz muito do seu desempenho.

Polga
Foi uma das surpresas da noite, ao alinhar de início com Rodríguez, ele que até há bem pouco tempo seria, no máximo, suplente. Onyewu não convenceu e ficou fora da primeira jornada por opção, Daniel Carriço cometeu demasiados erros nos últimos jogos de preparação e foi condenado ao banco. Polga respondeu com uma exibição sólida, generosa e segura, apesar de o Olhanense não ter sido um adversário de peso.

( retirado do site Mais Futebol )

Sporting,1-Olhanense,1

O Sporting de Domingos Paciência entrou a jogar em 4x3x3, com uma novidade no centro da defesa. No «onze» inicial entraram Polga e Rodriguez, acompanhados por João Pereira (na direita e com a braçadeira de «capitão») e Evaldo (na esquerda). As acções do meio-campo estiveram ao cargo de Rinaudo, André Santos e Schaars, enquanto na frente de ataque jogaram Jeffren, Yannick Djaló e Hélder Postiga.

Foi um Sporting muito intenso aquele que se viu entrar no encontro perante a equipa algarvia. Tão intenso que praticamente só se viu os «leões» a jogar durante a primeira meia hora. A jogar e a tentar resolver o jogo. Foram trinta minutos de vários remates do Sporting que mostrou-se sempre muito ambicioso. Jeffren, Postiga, Schaars e até mesmo Polga iam tentando a sorte, obrigando Fabiano Freitas, o guarda-redes do Olhanense, a esmerar-se, por várias vezes, para não deixar a bola entrar na sua baliza.

Aos 13 minutos, ficou uma grande penalidade por assinalar, mas Carlos Xistra preferiu não assinalar a falta, nem mostrar o segundo cartão amarelo a Ismaly, o jogador que cortou o lance com o braço.
E foi completamente contra a maré do jogo que o Olhananse conseguiu chegar ao golo, aos 30 minutos, por intermédio de Wilson Eduardo, que rematou forte, não dando qualquer hipótese de defesa a Rui Patrício. Nada fazia crer que tal situação iria acontecer, mas os «leões» continuaram a lutar por um melhor resultado.

Ao intervalo a verdade é que o Sporting já tinha efectuado 11 remates, perante apenas dois do Olhanense.
Na tentativa de mudar o rumo do jogo, Domingos Paciência fez a primeira alteração no primeiro minuto do reatar. Entrou Izmailov e saiu André Santos. E entrou também muito bem o Sporting que, aos 48 minutos, voltou a causar perigo. Jeffren converteu um pontapé de livre e Postiga, de cabeça, quase marcou. Mesmo assim, os golos continuavam sem aparecer e Domingos Paciência, aos 55 minutos, fez entrar Diego Rubio que na pré-época fez o gosto ao pé por oito vezes. Com esta alteração, o Sporting também mudou o seu sistema táctico, passando a actuar em 4x2x4. Seguiram-se dois lances perigosos: um por Izmailov e outro por Postiga, mas sem efeito. Aos 60 minutos, a verdade é que os «leões» já tinham efectuado sete remates, perante apenas um do Olhanense. Sem «cruzar os braços» Domingos Paciência tentou uma nova solução.

Aos 62 minutos, saiu Yannick Djaló e entrou para o seu lugar Diego Capel.

Aos 68 minutos, Postiga chegou ao golo, mas o árbitro auxiliar assinalou, mal, o fora de jogo, quando o avançado do Sporting estava bem posicionado no campo. Era Maurício quem colocava Postiga em jogo e esta foi mais uma das decisões erradas por parte da equipa de arbitragem que, assim, penalizou fortemente os «leões».

Mas, o empenho «leonino» era de tal forma exemplar que o golo tinha mesmo que aparecer. Foi Izmailov
que conseguiu apontar o golo do empate, aos 76 minutos, depois de um cruzamento de Evaldo. Seguiram-se minutos de grande sufoco para o Olhanense. O Sporting queria mais, muito mais, até porque o merecia por tudo o que fez ao longo do encontro.

Aos 83 minutos, Carlos Xistra voltou a fechar os olhos e não mostrou o cartão amarelo a Cauê (seria o segundo) quando o algarvio fez uma falta dura sobre Rubio. Mesmo assim, o Sporting continuou à procura de virar o resultado. É verdade que não o conseguiu, mas realizou uma partida muito aguerrida, deixando bem claro que tem muita qualidade e que vai fazer uma época muito interessante.

( retirado do site oficial do Sporting )

sábado, 13 de agosto de 2011

Convocatória para o Olhanense

Na sua primeira convocatória oficial em jogos pelo Sporting, Domingos Paciência convocou 18 jogadores, destacando-se a inclusão dos quatro atletas que representaram a selecção nacional portuguesa contra o Luxemburgo.


Os «leões» defrontam, no sábado, 13 de Agosto, o Olhanense, no Estádio José Alvalade, às 20h15, em encontro a contar para a primeira jornada do campeonato português.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo.
Defesas: Rodríguez, Daniel Carriço, Anderson Polga, Evaldo, Pereirinha e João Pereira.
Médios: Schaars, Izmailov, Diego Capel, Jeffrén, Fito Rinaudo e André Santos.
Avançados: V. Wolfswinkel, Diego Rubio, Yannick e Hélder Postiga.

( retirado do site oficial do Sporting )

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Sporting treina-se esta tarde

O plantel do Sporting participa esta tarde, com início às 18 horas, em mais um treino de preparação para o jogo com o Olhanense, marcado para sábado, às 20.15 horas, no Estádio José Alvalade, a contar para a 1.ª jornada da Liga.

Uma sessão na qual o treinador leonino, Domingos Paciência, já poderá contar com os jogadores que estiveram ao serviço das principais selecções dos seus países, casos de Rui Patrício, João Pereira, André Santos e Hálder Postiga (Portugal), bem como de Diego Rubio (Chile).

O treino, à semelhança do que tem acontecido durante toda a semana, vai decorrer à porta fechada. O leão prepara com o máximo secretismo a sua estreia na edição de 2011/12 da Liga portuguesa.

( retirado do site A Bola )

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

André Santos estreou-se a titular: «É um dia especial»

André Santos estreou-se a titular na selecção nacional, no triunfo por 5-0 sobre o Luxemburgo, e, no final, comentou o futuro no Sporting, em declarações à RTP:

«É um dia muito especial, estreei-me como titular, mas a primeira internacionalização, com a Finlândia, também foi especial. Foi um bom ensaio, pelos golos e pelo estilo de jogo do adversário, porque o Chipre também joga fechado.»

«Titular também no Sporting? O mister Domingos é que tem de decidir. Eu espero o melhor para o sporting e, contra o Olhanense, quero é uma vitória. Jogar ao lado do Rianudo? Não sei, o mister tem de decidir.»

( retirado do site MaisFutebol )

Portugal- Luxemburgo: Destaques



André SantosPrimeiro jogo como titular na segunda internacionalização com a camisola da principal Selecção Nacional. Defensivamente não esteve sujeito a grandes trabalhos, cumprindo sempre a preceito. Sem timidez, ainda tentou o remate, aos 32 minutos, sinónimo de maturidade, apesar de ser um dos mais novos em campo.

Fábio CoentrãoValeu sobretudo pela segunda parte, quando resolveu desbravar caminho. Quiçá tentado pelas novas funções que vai assumindo no Real Madrid, Coentrão apareceu, bastas vezes, em diagonais desde a lina do meio-campo até à área. E numa dessas iniciativas, resultou a terceiro golo de Portugal, com Coentrão a concluir... de cabeça, depois de ter iniciado o lance, e de... ter estado sentado na área. Além de ser uma estreia a marcar na Seleçcão, não é usual o esquerdino facturar de cabeça, mas (seria fé?) já o tinha tentado aos 9 minutos. A exibição poderia ser completa se o poste esquerdo da baliza de Joubert não devolvesse uma trivela de belo efeito.

Hugo AlmeidaMais em jogo que Postiga (que substituiu ao intervalo), marcou dois golos - o seu terceiro bis na Selecção - e teve a felicidade de jogar no melhor período de Portugal. O primeiro golo é merecedor de figurar nos momentos mais belos da partida, num remate potente e colocado, desferido bem de fora da área. No segundo, soube estar no local e na hora certa, concluindo sem dificuldade uma assistência de Nani.

Hélder Postiga
Esteve de férias até aos 26 minutos, altura em que fez a primeira aparição, e¿ decisiva. Aproveitou uma bola perdida de Coentrão e combinou com Cristiano Ronaldo para abrir caminho à vitória de Portugal. Até então, sem bola e perdido no meio da defesa luxemburguesa, Postiga revelou atitude e paciência de matador, pois a ¿ausência¿ não o fez alhear do jogo.

João Moutinho e Rúben Micael
Foi do tricot azul e branco que viveu ofensivamente a Selecção Nacional na primeira parte. As dificuldades em carrilar jogo pelas laterais foram enormes, e coube a Moutinho e Ruben Micael assumirem acções de rotura no último terço. Moutinho, o homem das bolas paradas, tentou o remate de longe, revelador das dificuldades iniciais de Portugal em penetrarem na área do Luxemburgo, e Rúben Micael privilegiou o jogo curto, raramente falhando um passe ou tabela.

Cristiano Ronaldo e Danny
Cristiano Ronaldo teve participação activa nos dois primeiros golos de Portugal mas deixou a sensação de que poderia ter feito mais, talvez devido ao individualismo em excesso com que adornou muitas jogadas. A fragilidade do opositor poderá ter contribuído para isso e para o capitão da Selecção Nacional não ter tido necessidade de se aplicar a fundo, mesmo quando foi sujeito (várias vezes) à marcação de dois adversários em simultâneo. Danny, encostado às alas, pouco contribuiu para criar desequilíbrios. Nos dez minutos que jogou na segunda-parte, aparecendo muitas vezes como dez, melhorou consideravelmente.

( retirado do site Maisfutebol )

Raio-X Mercado do Sporting

No meio-campo

Destaca-se para já Fito Rinaudo, um argentino guerreiro e raçudo que veio do Gimnasia. A acompanhá-lo, Domingos tem colocado o holandês Stijn Schaars, ex-líder do AZ Alkmaar, porque o uruguaio Luís Aguiar (Peñarol) ainda procura a melhor forma física, mas poderá mais tarde ter alguma vantagem até porque conhece bem o campeonato português. Pereirinha está de regresso a casa, bem como André Martins, e são igualmente opções para o técnico que não deve desperdiçar o talento de André Santos. Izmailov e Matías Fernández completam o sector.


( retirado do site zerozero )

domingo, 7 de agosto de 2011

Udinese-Sporting 2-2

O Sporting ficou em quarto lugar no Troféu Ramon Carranza, após ter perdido nas grandes penalidades - 2-2 no tempo regulamentar - frente à Udinese. O avançado chileno Diego Rubio foi o autor dos dois golos do Sporting, depois de ter marcado também na véspera o golo de honra dos «leões» diante do Málaga.


Domingos manteve em campo apenas três elementos utilizados no jogo frente ao Málaga (Schaars, Yannick e Postiga), voltando a apresentar a equipa num 4x1x4x1. Marcelo Boeck ocupou a baliza, Pereira foi o lateral-direito e na esquerda deu-se a estreia do jovem francês Atila Turan, enquanto o eixo defensivo contou com Polga e Carriço. No meio-campo, Rinaudo foi o trinco de serviço, tendo à sua frente uma linha de quatro elementos: André Martins, Schaars, Yannick e Jeffren (também se estreou como titular), e Hélder Postiga solto na frente de ataque. O Sporting entrou determinado e logo aos 40 segundos Yannick rematou para defesa fácil de Handanovic. Os «leões» tentaram, desde logo, controlar o meio campo, mas aos 14 minutos um contra-ataque rápido de Maurício Isla pelo flanco direito deu a Abdi o primeiro golo dos italianos. O Sporting mantinha a agressividade e a pressão alta sobre a bola, patenteada igualmente no primeiro jogo do Ramon Carranza, mas revelou novamente fragilidades no processo defensivo, e quase viu a Udinese marcar o 2-0, não fosse a posição irregular de um italiano.

No entanto, com o passar dos minutos, o Sporting conseguiu reagir através de um futebol mais fluído e podia ter igualado em duas situações protagonizadas pelos dois centrais «leoninos». Primeiro por Polga, na sequência de um canto de Schaars, e depois por Carriço, a obrigar Handanovic a grande intervenção, que, pouco depois, também negou a Yannick um golo quase certo. À beira do intervalo, os «leões» estiveram de novo perto do empate, num slalom de Yannick pela direita, abertura de Pereirinha, e desvio de Jeffren à boca da baliza, mas ao lado da baliza da Udinese. Na segunda parte Domingos Paciência procedeu a várias alterações no onze: Rodriguez, Evaldo, André Santos, Capel e Rubio entraram para os lugares de Yannick, Carriço, Turan, Schaars e Postiga. O Sporting surgiu mais lúcido na fase de construção ofensiva e na primeira situação de perigo junto à baliza italiana restabeleceu o empate. Segundo canto de André Martins (no primeiro Rodriguez obrigou Handanovic a defesa de recurso), Evaldo a tocar para Rinaudo que rematou para desvio de rompante do jovem Rubio. O chileno, que tem sido uma das agradáveis supresas neste arranque de temporada,voltou a ter o ponto de mira na baliza italiana, ao minuto 60, mas o remate saiu rente ao poste. O Sporting estava na mó de cima mas voltou a revelar passividade a defender e sofreu o 2-1 contra a corrente do jogo, na sequência de um livre finalizado por Floro Flores. Já nos descontos, um penalty "ganho" por Rinaudo a Danilo - toque com o braço na bola - deu o bis a Rubio, levando o jogo para as grandes penalidades, mas aí a Udinese foi mais feliz.

UDINESE: Handanovic; Danilo, Ekstrand, Basta, Badu, Armero (Pasquale, 67 m), Isla (Surraco, 84 m), Pinzi, Abdi (Fabbrini, 67 m), Piccoli (Floro Flores, 45 m) e Di Natale. Suplentes não utilizados: Sissoko, Barreto, Doubai, Belardi, Denis, Vydra e Koprivec.
Treinador: Francesco Guidolin.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Danilo (72 e 90 m) e Gianpiero (73 m). Cartão vermelho para Danilo (90 m).

SPORTING: Marcelo Boeck; Pereirinha, Carriço (Rodriguez, 45 m), Polga, Turan (Evaldo, 45 m), Rinaudo, André Martins, Schaars (André Santos, 45 m), Yannick (Capel, 45 m), Hélder Postiga (Diego Rubio, 45 m) e Jeffren (Carrillo, 75 m). Suplentes não utilizados: Rui Patrício, Tiago, Onyewu, João Pereira e Wolfswinkel.
Treinador: Domingos Paciência.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para André Santos (65 m), Rinaudo (80 m) e Pereirinha (87 m).

Golos: Abdi (15 m), Diego Rubio (49 e 90+2 m) e Floro Flores (81 m).
Penaltys: Pelo Sporting marcaram André Martins, Rubio, Carrillo, André Santos, Polga, Pereirinha, Evaldo, Rinaudo e Boeck.
Pela Udinese marcaram Foro Flores, Pinzi,Surraco, Fabbrini, Badu, Dubai, Ekstrand, Pasquale e
Handanovic e Floro Flores (2.ª série). Newton falhou.

Texto: Sandro Baguinho

( retirado do site oficial do Sporting )

Domingos Paciência fala do jogo Sporting-Málaga

Domingos Paciência, treinador do Sporting, em declarações à Sport TV, comentando o desaire frente ao Málaga, por 1-3, no Troféu Ramón Carranza:
«O que fizemos na primeira parte não nos agrada. Os erros defensivos deram golos ao adversário e tivemos outras situações que não gostei. Na segunda parte estivemos melhor, mas foi um jogo dentro do que perspectivámos. Temos jogadores a chegar, como o Capel e o Jeffren, e corremos riscos para os integrar rapidamente. »

[Sobre a cobrança dos adeptos] «Se forem a cobrar já... Já sabem que vai ser difícil. Entraram 14 jogadores novos, alguns muito jovens e há processos a ser assimilados o que ainda tarda. O campeonato está à porta e queremos ter uma equipa competitiva. A primeira parte não correu bem, mas, na segunda parte, o árbitro podia ter marcado um penalty que mudava o jogo. Sabemos que a equipa tem de crescer e cometer menos erros para podermos ganhar. Temos de ser mais compactos e concentrados. Os sportinguistas não andam satisfeitos, mas as pessoas têm de compreender que é uma equipa jovem que está a trabalhar para o futuro.»

[Sobre o mercado:] «Com o decorrer dos jogos é natural que nos vamos percebendo determinadas situações e lacunas do plantel. Há uma mudança muito grande e jogadores que chegam a uma realidade nova e vão ter de se adaptar. Vamos trabalhar para fazer uma equipa forte.

( retirado do site Mais Futebol )